Categoria: Notícias

ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA AS ETAPAS DO II CNRH 2018

Devido ao grande sucesso do I Circuito Nacional da Raça Holandesa, em 2017, este ano mais etapas poderão ser realizadas.
Os eventos que desejam ter uma das etapas do II Circuito Nacional da Raça Holandesa, devem preencher o link de pré-inscrição. https://goo.gl/forms/xzbmziRJ4DEjM77I3

As Inscrições serão até o dia 30 de Março.

O objetivo do circuito nacional é promover a união dos criadores da Raça Holandesa, fortalecendo o nome da Raça em nível nacional e aproximando os produtores para troca de informações e fomento da atividade leiteira.

Clique aqui para visualizar o Regulamento 2018.

 

59% A MAIS DE ANIMAIS CLASSIFICADOS

Criadores estão descobrindo a importância da Classificação Linear para Tipo para o seu plantel

Em tempos de instabilidade econômica e política é difícil falar em crescimento. Muitas empresas trabalham felizes se conseguirem fechar as contas. Especialistas alertam que todos devem estar sempre atentos, pois nesses tempos é que surgem boas oportunidades e é assim que a Associação dos Criadores de Gado Holandês de Minas Gerais – ACGHMG trabalha sempre de olho na movimentação do mercado e, sobretudo nas necessidades dos seus associados.
O ano de 2017 realmente foi diferente para a entidade, a equipe trabalhou cada vez mais em sintonia atendendo mais criadores da raça Holandesa.
A Associação Mineira teve em 2017 um crescimento de 59% no serviço de Classificação Linear para Tipo, comparando os números com 2016. Esse resultado revela a preocupação dos criadores em comprovar oficialmente a qualidade do seu rebanho, além de mostrar que os associados estão cada vez descobrindo a importância dos serviços da entidade para o seu negócio.
Atualmente a Associação realiza esse serviço em Minas Gerais, Goiás, Rio de Janeiro e São Paulo. No ano de 2016 foram classificadas 1.813 animais, já em 2017 foram classificadas 2.886 vacas, um crescimento bastante significativo em um ano muito conturbado.
Para o Diretor Executivo, Dr. Diego Charles de Almeida Santos os resultados são extremamente importantes para a entidade e principalmente motivantes para a equipe. “Os números comprovam que estamos no caminho certo, com equipe empolgada, novos associados e valorização dos serviços, o ano de 2018 promete ser ainda melhor!”
Por meio da Classificação Linear para Tipo, o associado consegue valorizar tanto o animal quanto suas progênies. Todas as informações oficiais que estão no pedigree da vaca acompanham a história genética das suas filhas e netas. Quanto mais bem classificado, mais valorizado é o animal e o rebanho. Existe também uma relação entre animais mais bem classificados com a produção.
Animais com pontuações maiores significam que o criador possui vacas mais bem conformadas e automaticamente há uma grande possibilidade de ter animais mais longevos, que conseguem caminhar melhor, com pernas melhores e com força leiteira maior, selecionando os animais que possuem um maior valor produtivo dentro da fazenda.

Foto Silvano Carvalho Júnior

 

O QUE É?
A Classificação Linear para Tipo é o termo utilizado para definir a metodologia técnica de avaliação morfológica dos animais da Raça Holandesa. São avaliados 23 características divididas em quatro seções: garupa, pernas e pés, força leiteira e sistema mamário. Cada seção possui um peso: garupa tem 10%, pernas e pés têm 26%, força leiteira tem 22% e sistema mamário possui um peso de 42%. Durante a avaliação é feito um linear de 1 a 9 para cada característica e ao finalizar o fechamento de classe é dado a pontuação final.
A avaliação realizada pela Associação Mineira segue o sistema canadense de classificação.

 

QUANDO SOLICITAR?

Os animais podem ser Classificados para Tipo, a partir do primeiro parto e na sequência, no segundo parto, terceiro, quarto e assim por diante, pois a vaca pode no decorrer dos partos melhorar a sua Classificação. Mas há um limite, por exemplo, no primeiro e segundo parto a pontuação máxima que a vaca pode conquistar é de 89 pontos. Para a vaca alcançar uma Classificação EX 90 ela tem que ter pelo menos três partos, isso porque são exigidas características que somente serão alcançadas nesse período.
O associado que realiza a Classificação para Tipo com mais partos consegue melhor acompanhar, por meio de dados, a evolução do seu rebanho. Esse serviço revela os pontos positivos e negativos de cada animal. Por meio das pontuações e relatórios, o criador tem em mãos informações fundamentais para evoluir os seus animais e investir da forma correta.
“Temos associados que classificam seus animais de três a quatro vezes ao ano. Ele seleciona as vacas no melhor momento para serem avaliadas. Existem animais que atingem uma melhor evolução mais cedo, em torno de 60 a 100 dias que é o momento ideal para classificá-las. Ele também pode fazer a solicitação de um grupo de animais que estão em seu melhor momento”, ressalta o Superintendente Técnico da ACGHMG, Dr. Silvano Carvalho Júnior.
A Associação Mineira indica que a Classificação para Tipo seja feita em todo o rebanho logo no primeiro parto, para que o criador possa identificar nos animais mais jovens os seus pontos positivos e negativos, além de conseguir uma melhor padronização e evolução do rebanho.
O criador não precisa passar por todas as etapas para classificar os seus animais, ele pode classificar direto no terceiro parto e essa vaca obter uma Classificação EX 90, 91, 92, etc. Não é necessário que ela seja classificada no primeiro e segundo parto, pois de repente, nessa fase ela pode não estar num momento tão bom.

 

COMO SOLICITAR?

O criador que tiver interesse deverá solicitar o serviço diretamente na Associação Mineira. Ele poderá fazer parte do Roteiro Programado ou realizar uma solicitação especial, onde os investimentos serão maiores. Lembrando que todo pedido deverá ser feito com no mínimo 20 dias de antecedência. Acompanhe em nossa edição o Roteiro Programado 2018, com a lista completa com datas e locais por onde a equipe estará visitando.
A Associação Mineira acredita que com o investimento certo, o associado pode melhorar a sua produção e valorizar o seu plantel.
Para que seu rebanho possa ter um bom desempenho e alcançar ótimos resultados, é fundamental investir certo.

Mais informações: 32 4009 4300

CRESCIMENTO COMPROVA A IMPORTÂNCIA DOS SERVIÇOS DA ASSOCIAÇÃO MINEIRA

No ano de 2017 além do crescimento no número de Registros Genealógicos, em cerca de quase 14%, o serviço de Classificação Linear para Tipo obteve um aumento de 59,2% no seu volume. Os números comprovam que duas coisas estão acontecendo para o bem da raça ao mesmo tempo.
A primeira é o reconhecimento por parte dos criadores da necessidade de números oficiais e dados fidedignos de seus rebanhos que conseguem somente por meio dos serviços oferecidos pela ACGHMG , que é o órgão aferido pelo Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa. Hoje com a tecnologia a disposição mais do que nunca a certificação de dados por meio de entidades sérias está sendo vista com outros olhos por todos que investem e precisam de garantias sobre o capital investido. Isso demonstra uma evolução formidável na qualidade do plantel e na profissionalização do agronegócio pecuário.
A segunda coisa a ser observada é a maior união de toda a equipe da Associação. Destaque para os técnicos de campo que estão trabalhando cada vez mais firme para esclarecer os criadores sobre as vantagens não somente de se associar, mas também em utilizar os serviços da Mineira para valorizar e destacar seu plantel. “A sinergia dos profissionais da entidade é fundamental para a satisfação dos associados e fico feliz em ver que todos estão empenhados em aprender e levar cada vez mais qualidade para o campo,” comenta o Diretor Executivo da ACGHMG, Dr. Diego Santos.
Constantemente a entidade incentiva e investe no aprimoramento dos seus colaboradores e isso se reflete na qualidade dos serviços. Vale lembrar que o cargo de Classificador oficial a cada dois anos, passa por uma reciclagem nacional, onde há sempre a presença de um convidado internacional.
A Associação Mineira fez de 2017 um ano de oportunidades e conta com os associados e criadores da raça Holandesa para que 2018 possam ampliar e contribuir cada vez mais com o crescimento dos seus plantéis!

 

Fonte: ACGHMG

Missão impossível: substituir o leite de forma saudável !

Imagine querer substituir o consumo de cálcio do leite por espinafre. Conseguir que uma criança coma tudo isto de espinafre deve ser um desafio. Muito melhor, e mais gostoso, tomar um copo de leite: geladinho no verão ou quentinho no inverno.

"Hoje, o leite é o segundo alimento mais consumido do planeta – atrás apenas do milho – e nós brasileiros tomamos 60 litros desse líquido milagroso por ano. E ele é milagroso mesmo: um copo de leite de vaca tem os carboidratos de uma fatia de pão, as proteínas de um ovo, o fósforo de uma concha e meia de feijão e o cálcio de 1,4 kg de espinafre."

 

Leia mais em www.facebook.com/gadoholandes

Transmissão ao vivo – Itaipu Rural Show

É Hoje Sexta-Feira (26/01) que Começa a Grande Exposição Diretamente de Pinhalzinho/SC – Itaipu Rural Show
9:00Hrs – Julgamento Gado Jovem Holandês
14:00Hrs – Julgamento Gado Jovem Jersey

Amanhã, Sábado (27/01)
9:00Hrs – Julgamento Gado Adulto Holandês
Logo em seguida Julgamento Gado Adulto Jersey

Acompanhe ao Vivo pelo site www.MILKSHOW.com.br e também pela Página do FaceBook Milkshow.

HOLANDÊS INVESTINDO EM PESQUISA

Associação Mineira contribui com pesquisadores e participa de trabalhos inscritos no Canadá

 

A Associação dos Criadores de Gado Holandês de Minas Gerais – ACGHMG vai muito além do campo, ela está presente na formação de profissionais, além de auxiliar em importantes pesquisas desenvolvidas em prol da produção de leite. O IV Simpósio de Produção Animal- Simpa, realizado nos dias 23 e 24 de novembro, na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri- campus Diamantina contou com a participação da entidade. O Diretor Executivo da ACGHMG e Médico Veterinário, Dr. Diego Charles de Almeida Santos foi coautor do trabalho intitulado “Duração do período seco e a produção de leite em vacas da raça Holandesa”. Por meio dos dados fornecidos pela Associação Mineira, o Zootecnista e Mestrando em Nutrição de Ruminantes – UFVJM, Gabriel M. Dallago pode inscrever vários trabalhos na Simpa 2017, tendo quatro artigos aprovados. Aproveitando a pesquisa ele também enviou três resumos para o Congresso Internacional de Agricultura de Precisão – ISPAG 2018 que acontecerá em Montreal – Canadá.

Segundo Gabriel os dados fornecidos pela Associação Mineira têm sido extremamente importante para alcançar as ideias dos pesquisadores. “O nosso objetivo primordial é desenvolver um índice capaz de avaliar o período de transição de animais de primeira cria. Esse índice seria calculado com informações obtidas até o primeiro controle leiteiro de cada animal em sua primeira lactação. O resultado desse índice poderia ser passado aos produtores e serviria como ferramenta de gestão auxiliando no manejo dos animais em transição. Por meio de técnicas de estatística multivariada (Analise de Componentes Principais) conseguimos encontrar um conjunto de variáveis que explicam a maior parte da variação observada nas lactações. Os resultados obtidos para animais em todas as ordens de paridade foram submetidos no ISPAG 2018”, ressalta Gabriel.
Dr. Diego Santos comentou que ficou muito honrado com o convite e ressalta que todas as informações fornecidas só foram possíveis graças ao sério trabalho realizado pela equipe de colaboradores da Associação Mineira. “Eu acredito que no futuro próximo, por meio de parcerias e muito estudo iremos alcançar resultados surpreendentes, que ajudaram a solucionar muitos problemas enfrentados diariamente pelos nossos criadores”, comenta entusiasmado.

O JORNAL HOLANDÊS divulgará a cada edição um artigo aprovado no Simpósio para que os nossos leitores fiquem bem informado sobre os estudos com relação ao período de transição de animais de primeira cria. O primeiro artigo da série “CIÊNCIA” fala sobre a Duração do período seco e a produção de leite em vacas da raça Holandesa.

 

O EVENTO
O IV Simpósito de Produção Animal – Perspectivas e Sustentabilidade na Produção Animal – SIMPA 2017 teve como objetivo congregar profissionais da área de produção animal e acadêmicos de graduação e pós-graduação, para discutir os principais desafios para a melhoria dos índices de produtividade animal, sem agredir o meio ambiente e preconizando o uso dos recursos naturais de forma eficiente, inteligente e sem comprometer as próximas gerações.

O evento contou com a participação de profissionais com destacada experiências nas diversas áreas do saber da Ciência Animal. Além de apresentação e publicação de trabalho científicos.

Fonte: ACGHMG

Associação Paranaense da Raça Holandesa aumenta em 12% o número de animais Registrados em 2017

No Brasil a Raça Holandesa é uma das que mais registram animais. O Estado do Paraná é destaque no cenário nacional, no comparativo entre o ano de 2016 e 2017, o número de animais registrado no ano passou de 21.091 (2016) para 23.518 em 2017, um acréscimo de 12%.

O serviço de registro genealógico é executado no Paraná pela Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (APCBRH), Entidade filiada da Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (ABCBRH).

Para o presidente da Hans Jan Groenwold (APCBRH) o crescimento no número de animais registrados deu-se, principalmente devido ao aumento do número de animais dos rebanhos e também pelas inovações, como por exemplo, a possibilidade dos criadores conhecerem geneticamente quais são seus animais superiores. A avaliação genética dos animais tem ajudado muito nos programas de seleção.

“Não adianta só saber qual é a vaca que dá mais leite. O importante é saber qual a vaca que transmitirá para suas filhas esta genética. Hoje, os criadores que fazem registro e controle leiteiro oficial têm a disposição essas respostas.”

“Estamos no caminho certo”, diz o superintendente da APCBRH, Altair Valloto. Nestes últimos 10 anos, os números mostram que tivemos um aumento de mais de 74% no número de animais registrados no Estado, ou seja, houve um crescimento de aproximadamente 8% ao ano. Isto é muito positivo. No entanto, devemos estar sempre atentos em mostrar para o criador a importância de registrar seus animais, já foi o tempo que era usado apenas para comercialização. Hoje o produtor tem a Avaliação Genética por desempenho, uma ferramenta poderosa para auxiliá-lo. Antes o produtor olhava somente a genética do sêmen (reprodutor) que iria utilizar no rebanho, agora, quem faz registro, também tem a genética da fêmea (matriz), com certeza a produtividade será muito maior.

A Holstein Association USA (Associação da Raça Holandesa) registrou 384.181 animais em 2017 e fez a identificação oficial de mais de 358.759, totalizando 742.910 animais, um crescimento de 8% em relação a 2016. (Fonte: Holstein Association USA, 2018)

 

Fonte: APCBRH

Novo sistema do SRG – Inovação e facilidade para o produtor

Com o objetivo de buscar a finalização do novo programa de informática do Serviço de Registro Genealógico, estiveram ontem (11/01) reunidos na sede da Associação Brasileira (ABCBRH) os senhores Richard Ribeiro Vice Presidente da Brasileira, encarregado pela diretoria da entidade em acompanhar o desenvolvimento do programa, juntamente com o Sr. Altamir Marques coordenador do projeto e Sr. Ricardo Vilarim diretor da empresa que está realizando a execução do mesmo e como convidados o Superintendente da APCBRH Altair Valloto e o responsável pelo T.I. Rogério Moraes.

Segundo o Sr. Richard este programa vem de encontro as necessidades da Raça Holandesa no Brasil, trazendo modernização e preparando este banco de dados para futuras inovações. O programa traz um novo ambiente mais simples e direto, permitindo a eficiência e linguagem que facilita o dia a dia do produtor. É estudada também a portabilidade do sistema para dispositivos móveis.

ABCBRH DEFINE NOVOS RUMOS PARA 2018

A ABCBRH reúne em Curitiba representantes das filiadas de várias regiões brasileiras

            2017 está chegando ao fim e é hora de avaliar como foram os 365 dias e já planejar para o próximo ano. A Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos da Raça Holandesa – ABCBRH realizou no mês de dezembro de 2017 reunião para análise do ano e definição de algumas metas para 2018. O encontro aconteceu na sua sede, em Curitiba – PR e teve a presença de representantes de várias filiadas. Muitos sotaques e diferentes tradições conversaram bastante e juntas definiram importantes ações para divulgar cada vez mais a raça Holandesa.

           Durante a reunião foi apresentado a diretoria o novo site da entidade. Ele já está no ar, mas ainda está passando por ajustes finais.
Entre as metas para o próximo ano ficou definido que a Associação Brasileira irá sediar a Holstein de Las Américas – 2019 no Brasil, um grande evento que requer bastante planejamento e trará grande visibilidade mundial para a raça Holandesa.

          O Presidente da Associação Brasileira, Reinaldo Figueiredo está empolgado com 2018, ele acredita que será um ano de grandes conquistas. “Estamos trabalhando muito nos projetos com uma administração em conjunta, participativa e esse, é claro, o nosso maior desafio”.

          O encontrou também definiu que acontecerá o prêmio Nomeadas e Supremas referente ao ano de 2017 e também a realização da segunda edição do Circuito Nacional da Raça Holandesa. Nas páginas seguintes divulgamos mais detalhes sobre as várias definições tomadas no encontro.

          Representando os mineiros na reunião, os membros do Conselho de Administração da Associação dos Criadores de Gado Holandês de Minas Gerais, Leonardo Moreira Costa de Souza que atualmente ocupa o cargo de Diretor Secretário da ABCBRH e Marcelo Elias Rigueira que é o Conselheiro Fiscal Suplente da ABCBRH participaram dos novos rumos da raça Holandesa para o ano de 2018!

Adrimar Rietje Braxton 530 TE, a vaca que veio para mudar a história das classificações da Raça Holandesa no Brasil!

Uma celebridade que não cansamos de admirar, guerreira e deslumbrante Adrimar Rietje Braxton 530 TE com uma genealogia almejada, iniciou sua trajetória no ano de 2012 quando nascia na propriedade da Família Kok, complementando o belo rebanho. Com classificação 87 de primeira cria, na sua época campeã 3 anos júnior, Rietje passou por partos difíceis em um deles com gêmeos e retenção de placenta, emprenhou novamente desta vez com dificuldades para embalar a lactação, mas com todo cuidado proporcionado pelos criadores ela superou os momentos difíceis e é motivo de orgulho para as famílias Kok e De Boer.

Para satisfação das famílias e da equipe APCBRH Adrimar Rietje Braxton 530 TE foi classificada ontem como EX 96, sendo a maior pontuação na classificação para tipo da história da Raça Holandesa no Brasil.

Merecedora de seus vários prêmios conquistados em exposições no estado do Paraná participou de campeonatos concorrendo com grandes nomes do cenário Holandês. Só este ano levou 8 prêmios, Rietje é Campeã 5 anos, Melhor Úbere e Grande Campeã nos campeonatos da Expofrísia e Expoleite 2017, fez parte do primeiro melhor conjunto de vacas leiteiras (Expofrísia) e terceiro lugar no campeonato 5 anos da Agroleite 2017.

Criada por Adriaan Frederik Kok (Arapoti) filha de Regancrest S Braxton-ET e Baronesa Rietje Tomahawk 100, em maio deste ano passou a fazer parte do rebanho da propriedade de Hendrik de Boer e Reinaldo de Boer na Fazenda Analândia em Castro/PR. Adriaan fez um belo trabalho e reconhece o potencial alcançado por meio da Família De Boer “Tenho na propriedade mais duas irmãs da 530 que são excelentes e outras irmãs classificadas muito boas de primeira cria. O expositor Reinaldo e seus filhos fizeram um bom manejo de parto e pós-parto e conseguiram mostrar o potencial da vaca”.

Classificada na data de ontem 13/12, pelos classificadores Pedro Guimarães R Neto e Silvano Valoto como EX-96 com pontuação nos compostos Força leiteira 97, Pernas e pés 97 e Sistema mamário 96. De acordo com o regulamento da Raça Holandesa no Brasil, acima de 93 pontos e mais de 3 partos a classificação deve ser realizada por mais de um classificador.

Na sua última lactação encerrada em 341 dias ela produziu 04/06 | 3x | 341D | 12.451Kg/L | 427G | 337 P. Hoje com 40 dias parida Rietje está produzindo 50 litros. Na Avaliação Genética Clássica ela obteve valores de Índice de Seleção Genética - ISG igual a 1.084 com PTA/Leite de 300Kg e PTA/Tipo de 0,60.

Apenas 5 animais tiveram grandes pontuações no Brasil que chegaram próximo a esse feito, A.M.A. Goldwyn Lydia-649-TE (MG) Em 2016, Tang Kelly Broker Windstar Morty (RS) Em 2015, Diamantina Roca Goldwyn Tocha TE (Pr) 2014, Chácara Cristalina Gelada Alvin (PR) Em 2013 e Kuipercrest Storm (MG) em 2010 todas classificadas EX95.

 “Que dia memorável! Parabéns família Boer, Reinaldo esposa e seus filhos, sei do incrível trabalho que vocês estão desenvolvendo, a luta, a perseverança e a dedicação constante com a pitada de paixão pelo que faz não poderia ser diferente. Esse novo recorde da raça no Brasil nos enche de orgulho, meus parabéns novamente, vocês merecem” Reinaldo Figueiredo – Presidente ABCBRH.

“Rietje 530 é o sonho de todo criador, para tornar realidade temos que fazer como estes criadores, muito trabalho, dedicação, conhecimento em genética e manejo. A família APCBRH está orgulhosa de ter estes criadores no seu quadro associativo” Hans Jan Groenwold – Presidente da APCBRH.

Nós da equipe APCBRH não podíamos finalizar de modo diferente do que com as sinceras palavras da família de Boer “Rietje foi paixão a primeira vista, em pé em sua cama na exposição de Carambeí comendo feno de forma inacreditável, mostrando toda sua potência e qualidade, passou facilmente a impressão de ser uma vaca especial. Nós como aficionados da Raça Holandesa, sempre discutimos o tipo ideal de vaca, e de maneira muito rápida chegamos ao consenso de que aquele animal aliava tudo; Força leiteira, angulosidade, ótimos aprumos, excepcional sistema mamário e muito estilo. Com estes atributos, foi um prazer recomeçar um trabalho com este animal depois da compra. Já naquela exposição após o negócio fechado ela já nos surpreendeu e foi a Grande Campeã da raça, isso nos deu uma maior certeza ainda de que fizemos a coisa certa. Assim que ela colocou os pés na Fazenda Analândia, iniciou-se um trabalho visando os próximos eventos. Em julho na exposição de Arapoti, foi mais uma ótima conquista onde ela nos ajudou a levar para casa o título de Melhor Expositor da raça, consagrando-se novamente Grande Campeã. Em agosto na Agroleite, mesmo uma semana antes de secar, com pouco menos de 400 dias em lactação ela se apresentou muito bem. Ter Rietje em nossa fazenda é uma alegria diária. Além de todas as qualidades morfológicas, ela é um doce de animal. Chamamos ela de vaca "fácil de lidar". Desfruta muito bem de sua baia individual, dieta regrada e banho cotidiano.

Finalizando, gostaríamos de agradecer ao Adriaan Frederik Kok pela criação deste animal, a todas as pessoas envolvidas neste trabalho inclusive a APCBRH e seus classificadores de grande profissionalismo”.

Fonte: APCBRH

Adrimar Rietje Braxton 530 TE
classificadores APCBRH Pedro Guimarães R Neto e Silvano Valoto

PRESIDENTE DA ABCBRH PARTICIPA DA 76ª EXPOSIÇÃO NORDESTINA AGRÍCOLA E PRODUTOS DERIVADOS – 2017

O presidente da Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa, Sr. Reinaldo Carlos Figueiredo esteve presente nos dias 06 e 07/11/17 na 76ª ENAPD exposição que ocorre anualmente na cidade de Recife, durante o julgamento da Raça Holandesa. Dando continuidade em um dos projetos de sua gestão, “visitar e conhecer todas as Afiliadas” o Sr. Reinaldo prontamente aceitou o convite, com intuito principal de conhecer os criadores daquela e região e participar de suas dificuldades, anseios e conquistas.

Nesse período o presidente da ABCBRH, esteve reunido com os criadores da raça holandesa, onde oficialmente ele pode se apresentar, mostrar de forma resumida a nossa Entidade, sua estrutura atual, o que ela foi e representou no passado, e os anseios futuros de nossa Associação, com foco sempre em valorizar a Vaca e a importância de fomentar os nossos serviços com isso aumentando nossos números, sempre enfatizando a necessidade de união, centralizando as ações da raça.

O julgamento da raça holandesa ocorreu no período da tarde nos dias 06 e 07 de novembro com o julgamento do gado jovem e adulto respectivamente. Durante o julgamento o nosso presidente teve a oportunidade de conversar pessoalmente com todos criadores ali presentes, com isso conhecer um pouco mais das dificuldades, anseios individuais e suas histórias de sucesso na raça, e em contrapartida expos os seus projetos para sua gestão e suas perspectivas futuras para a Raça.

O nosso presidente ficou surpreso e satisfeito com o nível e qualidade dos animais apresentados em pista. E várias vezes em conversas com o mesmo disse que os animais ali expostos fariam bonito em qualquer exposição do Brasil.

O trabalho de Julgamento da Raça Holandesa esteve sobre a responsabilidade do Dr. Fabio Nogueira Fogaça, membro do CBJP – Colégio Brasileiro de Jurados de Pista.

 

Resultados:

 

CAMPEONATO FÊMEA JOVEM

Pos.           Núm

  1ª              17       BOM LEITE ETERNA DANCARINA – BX532723

                              STENIO DE ANDRADE GALVAO

  2ª              40       J.C.L.A. LAURA FLOR SID 209 – TE – BX506280

                              LARISSA AMARAL DE ANDRADE

  3ª               7        BOM LEITE FLORENTINA DALMA – BX541652

                              STEPHANIE FEITOSA GALVAO CADETE

 

CAMPEONATO VACA JOVEM

Pos.           Núm

  1ª              55        BOM LEITE CANAA DELE ATWOOD – TE – BX493372

                               STENIO DE ANDRADE GALVAO

  2ª              67        BOM LEITE CANADENSE LYDIA 777 – BX469992

                               STENIO DE ANDRADE GALVAO

  3ª              63        BOM LEITE CAROLINA JALILA VIII – BX483426

                               STENIO DE ANDRADE GALVAO

 

 

GRANDE CAMPEÄ

Pos.           Núm

  1ª              55        BOM LEITE CANAA DELE ATWOOD – TE – BX493372

                               STENIO DE ANDRADE GALVAO

  2ª              67        BOM LEITE CANADENSE LYDIA 777 – BX469992

                               STENIO DE ANDRADE GALVAO

  3ª              81        BOM LEITE BRUNA COUSTEAU – BX445005

                               STENIO DE ANDRADE GALVAO

 

CRIADORES

1°     STENIO DE ANDRADE GALVAO                                                                                          4748

2°     JUAREZ CORREIA DE ARAUJO                                                                                           3264

3°     GOV.DO EST.DE PERNAMBUCO                                                                                         2960

4°     JOSE CARLOS LYRA DE ANDRADE FILHO                                                                         2904

5°     PAULO FELIPE D’OLIVEIRA DE AZEVEDO GUEDES                                                             338

 

EXPOSITORES

 1°   STENIO DE ANDRADE GALVAO                                                                                           4748

 2°    JOSE CARLOS LYRA DE ANDRADE FILHO                                                                        3144

 3 °   GOV.DO EST.DE PERNAMBUCO                                                                                         2960

 4°    JUAREZ CORREIA DE ARAUJO                                                                                           2816

 5°    STEPHANIE FEITOSA GALVAO CADETE                                                                            1220

 6 °   LARISSA AMARAL DE ANDRADE                                                                                        1182

 7°   PAULO FELIPE D’OLIVEIRA DE AZEVEDO GUEDES                                                             338

 

O presidente da ABCBRH agradece o convite, a todos os criadores da raça holandesa, os funcionários da Sociedade Nordestina dos Criadores, pela acolhida durante a sua estadia, e ficou muito satisfeito com os resultados da visita e a aceitação dos presentes dos projetos futuros da ABCBRH. 

Grande campeã da Exposição Nordestina
O presidente da ABCBRH em palestra durante sua visita a Associação de Criadores de Pernambuco
O presidente da ABCBRH Reinaldo Carlos Figueiredo com alguns criadores do Nordeste

 

 

A RAÇA HOLANDESA FINALIZA O ANO EM CLIMA DE FESTA

A raça Holandesa tem vários motivos para comemorar, pois tivemos um ano histórico. Dentre as várias conquistas, a união foi o maior destaque.

 

2017 marca uma nova era para a Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (ABCBRH), no qual a inovação foi a nossa marca. Com a criação do Circuito Nacional da Raça Holandesa, pudemos ter a experiência de ter uma exposição nacional em 5 estados Brasileiros. Iniciou em Belo Horizonte, Minas Gerais, em seguida foi na cidade de Esteio, Rio Grande do Sul, a terceira etapa foi em Santa Teresa, no Espírito Santo, depois Chapecó, em Santa Catarina, e por fim, voltando ao passado na região onde a história da raça Holandesa se confunde com a história da cidade, Guaratinguetá em São Paulo foi palco da nossa última etapa, fechando o Circuito com chave de ouro.

Nessas 5 etapas, participaram dos julgamentos 683 animais de 125 expositores, nas quais contamos com um seleto grupo de juízes da raça Holandesa nacional e internacional para ministrar os trabalhos. Além de julgar as etapas, escolheram também os melhores entre os melhores.

Depois de muitos quilômetros percorridos e muita energia gasta, sabemos que o Circuito é a maneira mais democrática de exposição, é a forma mais fácil para que todos Estados Brasileiros possam ter um pouco de uma nacional em seu estado. Com isso podemos ainda baixar os custos aos expositores e criadores, incentivar novas regiões, aumentar nosso mercado com venda de animais, e também driblar as barreiras sanitárias que serão impostas pelo Ministério da Agricultura no controle de erradicação de febre aftosa.

Um momento de festa e confraternização aconteceu ao final da última etapa do circuito, na cidade de Guaratinguetá-SP. Nosso jantar de premiação dos melhores do Circuito, o “Encontro das Campeãs”, foi marcado por uma calorosa recepção de várias autoridades, parceiros, representantes das filiadas, empresas e amigos da raça de várias regiões do país. No evento foram conhecidos os melhores animais de cada categoria, a Grande Campeã do Circuito, o melhor expositor e o melhor criador nas variedades vermelho e preto e branco.

O Presidente da Associação Brasileira e criador Reinaldo Figueiredo estava emocionado por ver tanta gente reunida e comemorando.

A grande Campeã do Circuito variedade Vermelho e Branco foi a vaca MENGE REDBUST D2689, de propriedade de Armando Eduardo de Lima Menge, da cidade de Pouso Alegre, MG. O Melhor expositor e Melhor Criador na variedade Vermelho e Branco foi Marcio Maciel Leite, da cidade de Cruzília, MG.

A Grande Campeã do Circuito variedade Preto e Branco foi a vaca BORG LUTSKE COUSTEAU ATWOOD 150 FIV, de propriedade de Carlos Jacob Wallauer, da cidade de Salvador do Sul, RS. O Melhor expositor e Melhor Criador na variedade Preto e Branco foi Mauro Antônio Costa de Araújo, da cidade de Sete Lagoas, MG.

“Espero que tenhamos correspondido às expectativas. Para mim, a raça Holandesa fica cada dia mais forte, e com fé em Deus vamos devagar e sempre, na esperança de que todos os nossos projetos sejam alcançados. Temos que ser criativos e unidos para deixar que nossa raça cresça e mereça seu lugar de respeito. Vamos todos juntos fazer história!”, comenta Reinaldo.

Encontro das Campeãs recebe convidados de várias partes do Brasil
Encontro das Campeãs recebe convidados de várias partes do Brasil
Encontro das Campeãs recebe convidados de várias partes do Brasil
O Presidente da Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa, Reinaldo Figueiredo ressalta que a união é fundamental para alcançar o sucesso
Autoridades prestigiam o evento: o coordenador da Leite Show, Pedro Guimarães; o presidente da ABCBRH, Reinaldo Carlos Figueiredo; o presidente da Associação Paulista, Richard Ribeiro; o primeiro vice-presidente da ABCBRH, José Ernesto W. Ferreira e o prefeito de Guaratinguetá, Marcus Soliva
Equipe ABCBRH: Altamir Marques, Superintendente Administrativo, Viviane Aline Marques, Administrativo Financeiro, Reinaldo Carlos Figueiredo, Diretor Presidente e Bruna Maldaner Schiefelbein, Superintendente Técnica.

Resultados LeiteShow 2017 – Guaratinguetá/SP

Confiram abaixo os resultados do LeiteShow 2017

5ª etapa do Circuito Nacional da Raça Holandesa 2017

 

Holandês Preto e Branco:

-Resultado completo das categorias

-Resultado melhores criadores

-Resultado melhores expositores

-Resultado melhor afixo

 

Holandês Vermelho e Branco:

-Resultado completo das categorias

-Resultado melhores criadores

-Resultado melhores expositores

-Resultado melhor afixo

Cidade paulista será o palco para o encerramento do Circuito Nacional da Raça Holandesa

A VII Exposição Estadual Paulista será a responsável pelo encerramento do 1º Circuito Nacional da Raça Holandesa 2017. A exposição acontecerá no período de 25 a 28 de outubro, em Guaratinguetá-SP e fará parte da ampla programação da LeiteShow 2017.

Depois de percorrer quatro Estados, a iniciativa chega ao seu encerramento com uma grande festa e servindo de vitrine para o Brasil e o mundo. O Circuito está sendo uma mostra da adaptação e da inegável aptidão para produção leiteira que os criadores e expositores participantes estão exibindo. Vale também ressaltar no desprendimento e empenho das equipes que saem de suas fazendas, de outros Estados inclusive, com o objetivo de mostrar o seu trabalho, crescer, evoluir e fortalecer todos aqueles envolvidos com o Gado Holandês.

O evento não se restringe somente ao gado na pista, haverão também palestras, cursos, leilões e jantar de confraternização com encerramento do Circuito Nacional da Raça Holandesa e entrega de prêmios. A exposição terá julgamentos da Raça HPB e HVB e Girolando 1/2 Sangue, 3/4 e 5/8.

Para o julgamento do Holandês foi convidado o jurado internacional, Adam Lidlle, norte-americano de Nova York. Liddle é criador de Holandês e possui um rebanho com vencedoras All-American e Junior All-American. Em seu currículo destacam-se julgamento em eventos como o Northeast Fall National, Premier National Junior Show e Wisconsin Championship Show, entre outros. É membro do World Dairy Expo – Dairy Cattle Exhibitors Committee. Para apoiar e obervar seu trabalho na pista contaremos com a presença do Médico Veterinário, Dr. Luiz Felipe Greco. O HVB entra em pista no dia 25 de outubro e o HPB nos dia 27 e 28. É bom ficar atento as datas pois, a entrada dos animais começa dia 22 de outubro e encerra dia 24 para o Holandês e as inscrições podem ser feitas pelo e-mail lsouzacampos@spgadoholandes.com.br. A organização do evento espera aproximadamente 500 animais, entre as raças Holandesas e Girolando, e cerca de 40 expositores. Para quem quer fazer bons negócios basta aparecer, pois o cenário para as oportunidades estará montado. A taxa de inscrição é gratuita.

CRIADOR SUPREMO
Em meio aos julgamentos da raça Holandesa também serão conhecidos os agraciados com o título de Criador Supremo da Raça Holandesa – 2016. A honraria é concedida pela ABCBRH e premia criadores que atendem as rigorosas normas do Programa Criador Supremo.
Para aqueles que não puderem comparecer haverá a possibilidade de acompanhar ao vivo a transmissão realizada pela Milkshow Assessoria e Marketing Rural.

 

Palestras e cursos também são atrações do evento
Para quem está pensando em participar da última etapa do Circuito e quer aproveitar para adquirir mais conhecimentos não vai se decepcionar. A organização da LeiteShow está promovendo junto com seus parceiros mini cursos e palestras.
No dia 27, às 15h, haverá um mini curso sobre “Seleção Genômica com foco nas bases de aplicações genômicas em fazendas leiteiras”. Rafael Ribeiro e a geneticista e especialista em genética animal, Francine Campagnari serão os tutores das aulas. Já no dia 28 haverá uma palestra que será ministrada pelo Dr. Rafael Alvez de Azevedo, Zootecnista formado pela UFMG, com mestrado em Ciências Agrárias, doutorado e pós-doutorado em Zootecnia com o tema: “Os 60 dias vitais na criação de bezerras leiteiras”. O evento acontece no período de 8h30 às 12h.
São duas oportunidades imperdíveis com assuntos de extrema relevância para os criadores com entrada gratuíta.
Mais informações: www.leiteshow.com.br

 

Também tem Girolando
Para quem não quer perder tempo, A LeiteShow também tem exposição da raça Girolando 1/2 Sangue, 3/4 e 5/8. O jurado convidado é Arthur Patruz, que já teve em seu plantel de Holandês animais campeãs assim como sua família é detentora de vários títulos de Criador Master de Minas Gerais, uma honraria concedida anualmente pela Associação Mineira aos melhores criadores. O julgamento acontece nos dias 26 e 27 de outubro. Vale a pena dar uma conferida. Oportunidade de interação entre as raças!

 

ENCERRAMENTO EM FESTA

A Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa promove no dia 28 de outubro, sábado, a partir das 20h, em Guaratinguetá, um jantar com a entrega das premiações do 1o Circuito Nacional da Raça Holandesa 2017.
Neste evento serão conhecidos os participantes do Circuito que classificaram animais como Campeã e Reservada Campeã em cada categoria e as Grandes Campeãs do HVB e HPB.
O encontro tem como objetivo apresentar os animais que se destacaram, a nível nacional, além de gerar uma calorosa confraternização entre os criadores.
É fato, são raras as oportunidades e motivos para que tantos criadores de diferentes regiões, estilos e culturas se encontrem. Nesse cenário a troca de experiências, nascimento de amizades e relações comerciais são inevitáveis e desejáveis.
A festa promete ser animada e marca mais uma etapa do trabalho da nova diretoria da ABCBRH que tem a frente o criador de Goiás, Reinaldo Figueiredo.
O Circuito Nacional da Raça Holandesa é uma realização ABCBRH e conta com o apoio de suas filiadas e parceiros.

Mais informações: www.gadoholandes.com.br

Definidas as fêmeas jovens campeãs da raça Holandesa – EFAPI 2017

O melhoramento genético aliado a um bom manejo e nutrição animal adequados, foram os principais diferenciais que garantiram à família Girardi, de Pinhalzinho, o prêmio de grande Campeã Fêmea Jovem durante o Julgamento dos Animais Jovens da Raça Holandesa. O evento ocorreu nesta sexta-feira (13), na Exposição-Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Chapecó (EFAPI – 50 ANOS) e integra a 4ª Etapa do Circuito Nacional da Raça Holandesa. “Nossa família produz bovinos de leite há mais de 30 anos. Estamos sempre nos preparando para competições e investindo em melhorias. Esse prêmio é o resultado de nossos esforços”, comentou o produtor Vanderlei Girardi.

A grande campeã foi a novilha Granja GR Progresso 168 Commander (054) que, segundo o jurado oficial da raça Holandesa, Flávio Junqueira, se destacou das demais por ser um animal com características adequadas para a idade, com grande equilíbrio morfológico e excelente potencial leiteiro. “Nos animais jovens têm duas características muito importantes: a força leiteira e a estrutura corporal. Os bovinos mais leiteiros possuem costelas voltadas para trás e maior espaçamento entre elas, a ossatura é plana e as coxas mais finas”, explicou Junqueira.

O título de Reservada Campeã Fêmea Jovem ficou com a bezerra Sipal Estolosa 1009 Doorman TE 060709, do produtor Clair Eloy Dariva, de Chapecó. “Ficamos impressionados com a qualidade dos animais que participaram da competição. Isso demonstra o avanço de Santa Catarina na produção de bovinos de leite, principalmente na região oeste, onde se concentra a maior bacia leiteira do Estado”, salientou o jurado Junqueira.

O presidente da Associação Catarinense de Criadores de Bovinos (ACCB) Nelson Eduardo Ziehlsdorff, destacou o elevado nível dos animais presentes no julgamento. “Essa qualidade é reflexo do trabalho que os produtores fazem no campo com investimentos em genética, manejo, nutrição e profissionalização da atividade. Esse alto nível de planteis estimula o mercado de comercialização dos animais valorizando a produção do Estado”, observou.

De acordo com o presidente do Núcleo de Bovinos de Chapecó Rosalvo João Bertoli, encontram-se concentrados na expo-feira os melhores bovinos de leite do Estado. “São animais premiados e reconhecidos, confirmando o excelente nível de produção catarinense, que hoje alcança o quarto lugar no ranking brasileiro de maiores produtores de leite do País, superando o Estado de Goiás. Isso nos motiva a continuar investindo em tecnologias de ponta e na profissionalização do campo”, complementou.

POSIÇÃO DE DESTAQUE

Conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Santa Catarina produziu 3,1 bilhões de litros de leite em 2016. O crescimento da produção catarinense foi de 1,76% de 2015 para 2016. O Estado está atrás apenas de Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul. A grande bacia leiteira é a região oeste, que responde por 76% de todo o leite produzido, quase 2,4 bilhões de litros.

RANKING DAS CAMPEÃS

O julgamento foi dividido em oito categorias e em cada uma foram premiadas as campeãs.

Categoria Bezerra Mirim: campeã Sipal Estilosa 1009 Doorman TE 060709 do produtor Clair Eloy Dariva, de Chapecó.

Categoria Bezerra Menor: campeã Ypoti Dundee Elma 494 dos produtores Adriano M. Rigon e Cristina Aiolfi, de Chapecó.

Categoria Bezerra Junior: campeã Granja GR Progresso 176 Destry (Zuely) dos produtores João e Vanderlei Girardi, de Pinhalzinho.

Categoria Bezerra Intermediária: campeã Ypoti Speaker Kerry 475 dos produtores Adriano M. Rigon e Cristina Aiolfi, de Chapecó.

Categoria Bezerra Sênior: campeã Granja GR Progresso 168 Commander (054), dos produtores João e Vanderlei Girardi, de Pinhalzinho.

Categoria Novilha Menor: campeã Ypoti Hunger Roana 465 dos produtores Adriano M. Rigon e Cristina Aiolfi, de Chapecó.

Categoria Novilha Junior: campeã Ypoti Durbin Bia 459 dos produtores Adriano M. Rigon e Cristina Aiolfi, de Chapecó.

 

Confiram abaixo os resultados completos:

Resultado das Categorias

Melhores Criadores

Melhores Expositores

Melhor Afixo

 

Fonte: www.efapi.com.br