OS 80 ANOS DA GADOLANDO

OS 80 ANOS DA GADOLANDO

6 de julho de 2016
Na noite de 27 de abril de 1936 no Salão Nobre da Casa Rural, ocorreu a Assembleia de fundação da Associação dos Criadores de Holandês do Rio Grande do Sul sendo a primeira sede a própria Federação das Associações Rurais. A solenidade foi presidida pelo então Secretário da Agricultura, Raul Pilla. A partir da sua fundação a Associação do Gado Holandês se tornou a primeira de uma única raça bovina no Rio Grande do Sul e a quinta entidade com credenciamento ao registro de animais no Brasil. A primeira Associação criada no Estado foi a do Cavalo Crioulo. Vale lembrar que em 1936 haviam duas entidades registrando animais no Rio Grande do Sul e outras duas no estado de São Paulo. [caption id="attachment_2997" align="alignnone" width="300"]fundação ok0001 Após a fundação da Associação presentes posaram para retrato Foto publicada no Correio do Povo de 28.04.1936[/caption] A ideia da criação de uma Associação “nos moldes universalmente adotados pelos mais adiantados centros criadores de todos os países” foi bastante debatida entre os criadores que contavam para registro de seus animais com o Herd Book Collares, em Pelotas e com a Secretaria da Agricultura, em Porto Alegre. Os organizadores por vários meses fizeram campanha junto aos criadores distribuindo correspondências com ante projeto dos Estatutos, Regulamento do Registro Genealógico e do Registro de Controle da Produção Leiteira. A intenção de cooperação de esforços dos criadores da raça foi evidenciada na Exposição de 1931 realizada no Parque da Redenção em comemoração ao Centenário Farroupilha. No dia seguinte a solenidade de fundação os criadores voltaram a se reunir em assembleia geral para estudo, discussão e aprovação dos estatutos e regulamentos. Desde logo a iniciativa recebeu adesões e apoio integral da quase totalidade dos que se dedicavam ao melhoramento do gado Holandês. A comissão organizadora desta Assembleia foi Plinio Kroeff, Firmo Kroeff e Francisco Perrone Filho. Entre os que assinaram a carta convite para a Assembleia de fundação estiveram os seguintes criadores: Granja Carola, de Porto Alegre; Arthur Assumpção, de Pelotas; Alberto Bins, de Porto Alegre; Nicolao Kroeff, de Caí; Reynoldo Fischer, de Santa Rosa; Oswaldo Kroeff, de Porto Alegre; Irmãos Heiler, de Montenegro; Ismael Chaves, de Porto Alegre; Ludolpho Bohel, de Caí; Olmiro Brandão, de Caí; Waldemar Kroeff da Silveira, de Caí; Percy Mundt, de Caí; Roberto Clemente, do Rio dos Sinos; Abrahão Klassen Harder, de Taquara; Antonio Rosa, de Pelotas; José Lima, de Rio Grande e José Rodrigues Gomes, de Pelotas. Na solenidade participaram inúmeros fazendeiros da capital e do interior do Estado, autoridades federais, estaduais e municipais. Anibal Di Primio Beck, presidente da Federação Rural abriu os trabalhos seguido de Raul Pila, Secretário da Agricultura. Na Assembleia do dia 29 de abril de 1936 foi eleita a primeira diretoria da Associação do Holandês assim constituída: Presidente: Plinio Kroeff 1º vice, Nicolao Kroeff 2º vice: Arthur Assumpção 1º secretário: Plinio Kroeff 2º secretário: Adroaldo Franco 21º tesoureiro: Francisco F. Perrone 2º tesoureiro:  Percy Mundt Conselho Fiscal: Fabio Netto, Rudolpho Moeller e Francisco Garcia de Garcia Conselho Técnico: Mario de Oliveira (Secretaria da Agricultura), Alves da Rocha (Ministério da Agricultura), Antonio Rosa, Waldemar K. da Silveira e Oswaldo Kroeff